Esmaltes para alérgicas

Jasmim-Manga

Esse post é longo e  precisa de alguns esclarecimentos.Tenho que ser chatinha lembrando que  o objetivo desse post não é substituir a orientação médica.  Se você está em dúvida se é alérgica aos esmaltes vá ao médico. Só com exames você poderá identificar quais componentes estão causando problema. Vale lembrar que é importante não usar nenhum esmalte  sem antes ler o rótulo ou se informar sobre os componentes da fórmula. O fabricante pode mudar a fórmula sem aviso prévio e o que vale hoje pode não estar valendo amanhã. E  se nunca usou uma marca que é descrita como hipoalergênica é melhor se prevenir buscando  informações junto ao fabricante e aos dermatologistas. Saber quais componentes não fazem parte da fórmula é muito importante. A sua saúde depende do uso responsável de esmaltes. 😉

A ideia do post não é nova mas surgiu a partir da saga da minha irmã do coração que me dá muitos esmaltes maravilhosos e por isso é muito querida (beijos sister) com a alergia aos esmaltes. Fiquei bem chateada (mais do que ela na verdade) porque limitava as opções dentro do mercado nacional.  Há anos ela descobriu que é alérgica ao tolueno.

Os causadores mais comuns de alergia aos esmaltes são o tolueno e o formaldeído. Junto com o DBP são chamados em inglês de “Big 3” . Se você ler por aí que o esmalte é “Big 3 Free” estão querendo informar que ele é livre de tolueno, formaldeído e DBP(dibutyl phthalato). Simples assim. 🙂 Desde o início do ‘Esmalte Sempre’ me preocupei em incluir as informações sobre quais  esmaltes são hipoalergênicos. Mas é importante vocês também pesquisarem junto aos fabricantes. 

Aqui  vão umas dicas para quem não é alérgica. Procuro variar o uso entre esmaltes hipoalergênicos e os outros. E se na família já tem menininhas vaidosas que não dispensam esmaltes, é melhor optar pelos hipoalergênicos. Começando o uso tão cedo a exposição à química é mais prolongada e o risco de ter alergia aumenta. A alergia pode aparecer em qualquer época da vida. O correto seria crianças não usarem esmaltes.

Com a dermatologista da sister aprendi que os corantes de esmaltes podem causar alergias. Fiquei muito surpresa com isso. Os verdes e vermelhos são os mais comuns. A minha sister tava “namorando” o Ocean Love Potion da Sephora (verde ‘divo’) e já ia dar um jeito de comprar quando descobriu, através de exames, que é alérgica  também aos corantes verdes. Os sintomas da alergia tinham voltado e a médica sugeriu um teste para tirar a dúvida se era algum corante. Tá todo mundo aí pensando: Quer dizer  que então se a alergia for às cores basta olhar se é da cor “malvada” e aí não usar? Infelizmente não é tão fácil assim, porque eles podem estar misturados e se a quantidade for grande dar alergia. Só experimentando para ter certeza. Isso não quer dizer que é para experimentar o que causa alergia (não quero ninguém com crise, hein?) É o contrário. Quer dizer: preste atenção também nas cores quando sua alergia se manifestar.

 No mercado de esmaltes nacionais tem alguns fabricantes preocupados em retirar da fórmula os componentes nocivos. A Ludurana parece  estar deixando de lado tais componentes. Mas só nos esmaltes fabricados, se não me engano, a partir do início de 2010. Queria checar a informação mas o site tá em manutenção. Então nada de se jogar naquele esmalte de balaio empoeirado (pq muitas lojas maltratam a Ludurana, né?) sem olhar a validade só porque tá R$1,00, ok? A Colorama tem nas embalagens (blister), em letras muito escondidas, que não contém tolueno e formaldeído. Acho a marca mais acessível, não só pelo preço como também pela logística de distribuição, que  permite encontrar Colorama em quase todo o Brasil. A Risqué tem a sua linha livre de tolueno e formaldeído, mas o preço do vidrinho é de duas vezes e meia a até 3 vezes o preço da linha regular. Aí complica um pouco, né? Os esmaltes da Hits  que são livre de tolueno e formaldeído são os da linha Speciallità Free. Custam no site do fabricante o mesmo que os outros esmaltes da marca. A Impala tem uma linha sem tolueno e formaldeído. O preço geralmente é mais caro do que as cores que não são para alérgicas.  Mas o que faz a flor no início do post? Ela enfeita o post porque é muito lindinha. 🙂

Hoje, 07 de maio de 2011, indico a leitura deste post aqui. Há informações importantes nele sobre os esmaltes nacionais.

Anúncios

2 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Teresa Jesus de Oliveira
    jun 02, 2013 @ 00:52:06

    Parabéns pelo trabalho de divulgação e pesquisa através dos seus leitores. Sou alérgica e faltava um blog completo como o seu…

    Responder

    • esmaltesempre
      jun 02, 2013 @ 15:56:06

      Oi!

      Obrigada pelo carinho. A preocupação em divulgar nos posts se o esmalte é 3Free – hipoalergênico – se “espalhou” pelos blogs nacionais depois do Esmalte Sempre. Pouquíssimos blogs gringos faziam isso e no Brasil ninguém se preocupava em escrever nos posts essas informações importantíssimas.
      Seja bem-vinda Teresa. 🙂

      Bjsss, Lizzie.

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Arquivos