O que é Perfume “Bomba”? – Sexta Perfumada #58

Todo grupo tem lá suas palavras para definir o universo onde está inserido. E no “meio perfumístico” o termo “perfume bomba” aparece com certa frequência. No meu entender  na maioria das vezes é um termo preconceituoso, que define perfumes fortes da década de 80. Seriam perfumes fortes demais e que incomodam todos ao redor.

Para entender a alta projeção e silagem dos perfumes dos anos 1980 é preciso saber que foi uma década de exageros na moda e maquiagem. Muita cor e volume além de tudo junto e misturado. E muitos perfumes são comercializados ainda hoje a partir de marcas ligadas à moda: Dior, Givenchy, Yves Saint Laurent… Logo perfumes dessa década também eram exagerados na projeção e silagem para acompanhar a vibe da moda. Mas não só isso influenciou a criação de “perfumes bomba”. Pensando sobre os hábitos da época “entendi” o porquê de serem tão fortes. Não era proibido fumar nos locais fechados logo para se destacar no meio do cheiro de cigarro um perfume precisaria ser “forte”.

As matérias-primas dos perfumes eram em sua maioria uma combinação de elementos naturais e alguns sintéticos. Isso contribuia para a alta fixação e projeção. Por isso sou apaixonada por perfumes “bomba”. Sinto muito mas discordo que sejam “perfume de velha” – outra definição preconceitusa, como se envelhecer não fosse um processo inevitável, mas sim uma coisa da qual as pessoas deveriam se envergonhar. Também discordo que sejam perfumes “bregas”. O segredo está em saber usar.

Recebo elogios quando uso perfumes bomba. Mas tenho meus segredinhos para o sucesso: sempre em dias frios ou ambiente refrigerado. E nunca mais do que duas borrifadas atrás das orelhas. Pronto… Ninguém morre sufocado ao redor. Se não estiver tão frio uma borrifada na nuca. Perfume bomba não é para ser usado sob sol escaldante. Aí está o primeiro erro. E o segundo é “sentar o dedo no borrifador”. “Menos é mais” cabe perfeitamente com o uso de perfumes. Não seria exclusividade dos perfumes bomba. Qualquer perfume usado com moderação fica elegante. #ficadica

Perfume do dia: Amarige Givenchy, um dos meus perfumes bomba favorito. ❤ Apesar de ser dos anos 1990 ele é um perfume que é comercializado até hoje e tem alta projeção e fixação. A tendência dos anos 1980 continuou pelos anos 1990. Esse está no fim, mas tenho outro que comprei faz pouco tempo. Apesar da cor escurecida do líquido o cheiro está inalterado.

perfume-amarige-frasco-vazio SAM_0652

Anúncios

4 Comentários (+adicionar seu?)

  1. edapuertas
    jul 09, 2017 @ 20:45:42

    Amo perfumes bomba desde sempre e tenho tendência a exagerar nas borrifadas. É, sou dessas. Procuro me conter mas adoro sair de casa bem cheirosa. Hihihi.
    Ótimo post. Bjs

    Responder

  2. Barbara
    jul 09, 2017 @ 20:50:02

    Gosto bastante de perfumes doces e fortes os ditos bombas ou de velha que tb acho o termo preconceituoso,mas procuro não exagerar e suas dicas me ensinam a usar da forma mais adequada e aprendo cada vez mais sobre este tema q tanto gosto 🙂 !!!!! Beijos

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Arquivos

%d blogueiros gostam disto: