Existe Prazo de Validade Para os Perfumes? – Sexta Perfumada #80

Esse é um assunto muito polêmico no meio perfumístico. Aqui no Brasil a ANVISA tem uma regulamentação que obriga a ter na embalagem dos perfumes – e esmaltes – o  prazo de validade. No exterior já é um pouco diferente. O prazo de validade começa a contar a partir de quando o perfume é usado pela primeira vez.  O símbolo que representa a validade é esse abaixo. Geralmente fica no fundo ou no verso da embalagem.

simbolo-validade-dos-perfumes-cosmeticos-esmaltes SAM_1674

O potinho com a tampa aberta indica que a partir de aberto o produto pode ser usado por 36 meses  – 36M onde M significa “months” (meses em inglês).

Em 2009 a IFRA – Associação Internacional de Fragrâncias – elaborou um documento com a limitação de uso de diversos componentes naturais nos perfumes. Por isso os fabricantes começaram a substituir componentes naturais por sintéticos. Por que estou falando disso? Porque tenho vários perfumes fabricados antes de 2009 que se mantém inalterados até hoje. Mas isso tem a ver também como a forma que o perfume é guardado. Aqui tem um post onde explico como guardá-los corretamente.

Não sei dizer se os perfumes “sintéticos” manterão sua qualidade depois da validade. Não tenho nenhum perfume “pós IFRA” que já tenha passado do prazo. Não aconselho o uso de perfume vencido. Faço por minha conta e risco. Não é algo a ser imitado pois pode causar alergia. Se ainda assim vc quiser usar por sua conta e risco aconselho a testar uma borrifada no ar e se o cheiro não estiver alterado   apenas uma no pulso. Aguardar 24 horas para ver se não tem reação.

Notei uma divergência entre o prazo de validade internacional e o prazo brasileiro. Comprei nesse mês – agosto 2018 – um perfume que tem validade brasileira até 2022. Um ano a mais do que a recomendação internacional. Se fosse valer a regra internacional sendo aberto em agosto de 2018 a validade de 36 meses depois de aberto seria de agosto de 2021. No fim das contas só restará observar se depois de 2021 ele não estará alterado.

Bom findi e até segunda Gentchi!

Anúncios

Desodorante sem Hidróxido/Cloridrato de Alumínio/Triclosan (6) Ann Bow Jasmim Revitalizante

Sempre procuro novos desodorantes para não enjoar da fragrância. E encontrei no Carrefour um desodorante que não conhecia. Ele é fabricado pela Memphis, mesma marca dos Desodorantes Alma de Flores.

desodorante-ann-bow-jasmim-revitalizante SAM_1072

Assim como o desodorante da marca Alma de Flores com essência de Jasmim – resenha aqui – e o essência de Baunilha – resenha aqui – em dias frescos não precisei reaplicar. Teve mesmo proteção por 24 horas como prometido no rótulo. Já nos dias quentes durou a metade disso, precisando “dar o truque” de usar lenço umedecido e depois reaplicar o desodorante. Ficando em ambiente com ar condicionado durante o dia não há necessidade de reaplicar, dura 24 horas apesar do calor. No rótulo diz que hidrata e suaviza. Não percebi nenhuma diferença.

O cheirinho é de um jasmim mais “verde”, não tão doce. É suave e não “briga” com os perfumes. Tem zero açúcar. Gosto de combinar com perfumes cítricos, embora o desodorante não seja cítrico e sim floral.

Vcs conhecem essa marca de desodorante? Ou somente a marca Alma de Flores?

Donna Fiorucci – Sexta Perfumada #59

Acho muito interessante como a combinação de notas iguais dá origem a perfumes diferentes. Para mim o Donna é um rico jardim onde estão flor de laranjeira, meu amado jasmim e néroli. Esse jardim de flores brancas tem como base uma delicada baunilha. Não conheço o Gabriela Sabatini, perfume que serviu de inspiração para o Donna. Para o meu nariz seria um Poême Lancôme menos complexo. Uma “surra” de flores mais simples, mas igualmente apaixonante. Mesmo não tendo aldeídos sinto o cheiro. É um perfume para quem gosta de florais intensos e com um pezinho lá nos florais dos anos 80. Zero açúcar, nada a ver com formiguinhas.

perfume-donna-fiorucci-sexta-perfumada-59 SAM_6567

Avaliação:

Embalagem: 6 – embalagem de papelão roxa com detalhes na lateral em rosa e prata.

Frasco:  5 – frasco de vidro transparente com linhas simples. A tampa de plástico pink combina com o lilás do líquido. O meu é na versão 50ml, ideal para carregar na bolsa.

Válvula spray:   6 – não teve problemas até agora;

Fixação: 7 – dura por seis horas na pele. Se borrifado à noite, ao acordar ainda é possível sentir o perfume maravilhoso na fronha;

Projeção: 8 – o cheiro de flores brancas com baunilha é percebido por todos que estão ao redor;

Silagem: 8 – alta. Deixa um rastro de flores brancas com baunilha;

Segundo o site Fragrantica a pirâmide olfativa é:

Notas de Saída:  Tangerina, Néroli e Flor de Laranjeira;

Notas de Coração: são Jasmim e Lírio-do-vale;

Notas de Fundo: Sândalo, Baunilha e Âmbar.

Perfume do dia: Donna Fiorucci

O que é Perfume “Bomba”? – Sexta Perfumada #58

Todo grupo tem lá suas palavras para definir o universo onde está inserido. E no “meio perfumístico” o termo “perfume bomba” aparece com certa frequência. No meu entender  na maioria das vezes é um termo preconceituoso, que define perfumes fortes da década de 80. Seriam perfumes fortes demais e que incomodam todos ao redor.

Para entender a alta projeção e silagem dos perfumes dos anos 1980 é preciso saber que foi uma década de exageros na moda e maquiagem. Muita cor e volume além de tudo junto e misturado. E muitos perfumes são comercializados ainda hoje a partir de marcas ligadas à moda: Dior, Givenchy, Yves Saint Laurent… Logo perfumes dessa década também eram exagerados na projeção e silagem para acompanhar a vibe da moda. Mas não só isso influenciou a criação de “perfumes bomba”. Pensando sobre os hábitos da época “entendi” o porquê de serem tão fortes. Não era proibido fumar nos locais fechados logo para se destacar no meio do cheiro de cigarro um perfume precisaria ser “forte”.

As matérias-primas dos perfumes eram em sua maioria uma combinação de elementos naturais e alguns sintéticos. Isso contribuia para a alta fixação e projeção. Por isso sou apaixonada por perfumes “bomba”. Sinto muito mas discordo que sejam “perfume de velha” – outra definição preconceitusa, como se envelhecer não fosse um processo inevitável, mas sim uma coisa da qual as pessoas deveriam se envergonhar. Também discordo que sejam perfumes “bregas”. O segredo está em saber usar.

Recebo elogios quando uso perfumes bomba. Mas tenho meus segredinhos para o sucesso: sempre em dias frios ou ambiente refrigerado. E nunca mais do que duas borrifadas atrás das orelhas. Pronto… Ninguém morre sufocado ao redor. Se não estiver tão frio uma borrifada na nuca. Perfume bomba não é para ser usado sob sol escaldante. Aí está o primeiro erro. E o segundo é “sentar o dedo no borrifador”. “Menos é mais” cabe perfeitamente com o uso de perfumes. Não seria exclusividade dos perfumes bomba. Qualquer perfume usado com moderação fica elegante. #ficadica

Perfume do dia: Amarige Givenchy, um dos meus perfumes bomba favorito. ❤ Apesar de ser dos anos 1990 ele é um perfume que é comercializado até hoje e tem alta projeção e fixação. A tendência dos anos 1980 continuou pelos anos 1990. Esse está no fim, mas tenho outro que comprei faz pouco tempo. Apesar da cor escurecida do líquido o cheiro está inalterado.

perfume-amarige-frasco-vazio SAM_0652

Femme Avon – Sexta Perfumada #56

O Femme é um perfume muito feminino e delicado. A projeção não é exagerada. Depois de uma hora só quem está mais próximo consegue sentir. Achei-o muito adequado para usar após o banho ou em escritórios onde não há salas individuais. É um floral “contido” e discreto. Sinto muito a magnólia, do começo ao fim. Na abertura está combinada com a ameixa e a violeta. Depois sinto o pêssego. No final aparecem notas amadeiradas muito sutis. Pena que depois de quatro horas na minha pele o Femme quase some. Em alguns momentos a magnólia dele lembra a magnólia do My Lily O Boticário. Mas não quer dizer que são idênticos. Com o clima frio achei a projeção tímida. Talvez no verão ele projete por mais tempo mas ainda não experimentei-o no calor. Indico para quem curte um floral discreto,  delicado e zero açúcar.

perfume-femme-avon-sexta-perfumada-56-resenha SAM_0610

Avaliação:

Embalagem: 6 – embalagem de papelão preta com bolinhas brancas que imitam a *forma de lapidação brilhante. A marca Avon e o nome Femme estão escritos em rosa.

Frasco:  8 – frasco de vidro transparente facetado em formato de **pedra preciosa com tampa transparente. Achei muito sofisticado para um perfume que custou apenas R$29,90 na promoção do site da Avon. O frasco tem 50ml. No meio do frasco, escrito em branco, estão a marca Avon e o nome Femme 

Válvula spray: 6  – não teve problemas até agora;

Fixação: 3 – some da pele depois de quatro horas de aplicação;

Projeção: 4 – é  boa na primeira hora e depois diminuiu para intimista;

Silagem: 6 – média. Percebido à distância por uma hora. Depois só por quem estiver próximo.

Segundo o site Fragrantica a pirâmide olfativa é:

Notas de Saída:  Grapefruit Rosa, Ameixa e Violeta;

Notas de coração: Jasmim, Orquídea Selvagem e Magnólia ;

Notas de fundo: Âmbar, Pêssego, Notas amadeiradas e Almíscar.

Perfume do dia: Cerejeira em Flor O Boticário. Está frio e acho o Femme muito suave para temperaturas frias.

* Como já disse em outro post a joalheria moderna considera todas a pedras naturais “preciosas”, não apenas as de valor elevado. O termo “semi-preciosa” está ultrapassado. Por serem únicas todas as pedras são preciosas.

** Ao fazer referência ao diamante é errado chama-lo de “brilhante”. Por isso não disse que parecem brilhantes na estampa da caixa. Brilhante é a lapidação em formato redondo. É a mais utilizada para lapidar os diamantes por refletir melhor a luz. Meu ouvido dói quando ouço “Vi um brilhante lindo na joalheria”. #souchata #mejulguem

Vcs já usaram o Femme? Como foi a fixação  na pele de vcs?

Entradas Mais Antigas Anteriores

Arquivos